Marketing Digital

Como melhorar suas estratégias digitais com a mídia programática

A compra de mídia programática tem se tornado tendência entre um seleto grupo de anunciantes nos últimos dois anos. Eles estão buscando aprimorar a maneira como a publicidade acontece, por meio da automação e da compra de mídia em tempo real.

A busca por meios de atingir o público-alvo de maneira mais eficaz, evitando dispersão e aumentando as taxas de conversão, colabora com os números crescentes e otimistas em relação à mídia programática.

Neste artigo vamos mostrar como você pode aproveitar as vantagens desse tipo de compra de mídia para melhorar as suas estratégias digitais. Isso é mais simples do que parece!

Afinal, o que é mídia programática?

Comprar espaços publicitários na internet — leia-se anúncios de display e vídeo — era, até pouco tempo, uma tarefa que exigia negociar separadamente com cada site em que a sua campanha seria exibida.

A mídia programática surgiu para revolucionar esse processo. A compra é feita em tempo real por meio de uma ferramenta de leilão digital, em que os dados sobre a audiência são exibidos para os anunciantes, como em um pregão eletrônico.

Em poucos segundos os seus anúncios são exibidos de forma certeira para um público segmentado em vários sites, de acordo com os interesses e as intenções de compra.

Por que eu devo começar a investir?

Por ainda estar dando os seus primeiros passos aqui no Brasil, comprar mídia programática pode colocar o seu negócio em um patamar distinto da concorrência, além de gerar mais eficácia para a sua publicidade.

Os números sobre investimentos em mídia programática são animadores. Eles passaram a ser contabilizados a partir de 2016. De acordo com um levantamento da IAB Brasil, o mercado de compra e venda desse tipo de mídia movimentou R$ 1,9 bilhões, o que representa 16,5% dos investimentos em anúncios digitais.

Nos Estados Unidos, onde esse mercado já é estabelecido, espera-se que a mídia programática responda por 78% dos anúncios em display segundo a eMarketer.

Se a sua ideia é acertar na escolha da audiência e otimizar o seu plano de publicidade digital, então você deve voltar o seu olhar para a compra de mídia programática.

Quais são as vantagens da mídia programática em relação à tradicional?

Comprar mídia online, do jeito que muitas empresas ainda fazem hoje, é um processo que exige tempo e uma pesquisa de mercado específica sobre cada site em que você pretende veicular o seu anúncio.

O investimento, dependendo da sua campanha, pode ser grande e isso não representa necessariamente que o retorno sobre o investimento (ROI) será satisfatório.

No processo de compra de mídia programática a ideia é acompanhar os usuários em tempo real e comprar espaços publicitários em sites e aplicativos que estão sendo acessados por eles naquele momento.

Confira algumas vantagens:

  • possibilidade de escolher o quanto você está disposto a pagar pelas impressões;

  • diversificação dos canais de exibições de banners, pois opera além da rede de display do Google Ads;

  • diminuição da dispersão de anúncios em sites aleatórios;

  • otimização do desempenho em todas as etapas do funil de vendas;

  • aumento da confiança na sua marca (branding experience), visto que o usuário é impactado no momento certo e por mensagens relevantes;

  • controle do alcance dos anúncios e possibilidade de mensurar os resultados das campanhas.

O que é importante saber antes de negociar?

Assim como a maioria dos processos de marketing digital, a mídia programática possui um jargão próprio, que você precisa estar familiarizado antes de começar a operar.

Abaixo disponibilizamos um pequeno glossário para que você conheça os principais termos e compre espaços de mídia com mais propriedade. Confira!

DSP (Demand Side Platform)

Local em que todas as campanhas são operadas. É o software de configuração de campanha e de acesso ao inventário disponibilizado pelos donos dos sites (publishers).

Ad Exchange

Quem decide comprar mídia programática o faz por meio de uma plataforma digital — a ela damos o nome de Ad Exchange. É onde ocorrem todas as transações de compra entre os anunciantes e publishers.

RTB (Real Time Bidding)

Mais conhecido como “leilão”, é o sistema que possibilita a visualização de dados sobre o target. Antes do anúncio ser impresso, o RTB envia dados em tempo real sobre os usuários e sobre quais páginas ou aplicativos eles estão utilizando no momento para um Ad Exchange.

Ad Network

Muitas empresas começaram a visualizar uma oportunidade ao intermediar o processo de compra e venda de mídia programática. Elas funcionam como uma ponte entre os publishers e anunciantes, de maneira semelhante às corretoras.

SSP (Sell-Side Platforms)

É a plataforma de venda de inventário. Local em que os donos de sites (publishers) se conectam para disponibilizar os seus espaços publicitários para os anunciantes.

DMP (Data Management Platform)

Empresas que analisam o comportamento da navegação nas plataformas digitais. Elas monitoram a experiência do usuário por meio de cookies do navegador, agrupando todos eles em grupos de interesse, como aqueles atraídos por culinária, esportes, educação e outros temas.

Trading Desk

Empresas especialistas em planejar e gerenciar campanhas de mídia programática. Com o apoio delas você pode começar a rodar os seus anúncios nas redes de display hoje mesmo.

Em resumo, ao optar pela compra programática você vai disputar os espaços com outros anunciantes por meio de um leilão digital de inventários que acontece em tempo real. As compras são efetivadas em plataformas DSPs, as quais usam informações disponíveis nas DMPs para alcançar o perfil adequado para cada anunciante.

Quem pode investir em mídia programática?

Praticamente todos os anunciantes que desejem contar com possibilidades avançadas de segmentação podem investir as suas fichas sem medo em mídia programática.

As campanhas programáticas atendem as empresas de nichos e budgets diversos, visto que é possível pagar menos para atingir um perfil de usuário formado por características demográficas e intenções de compra.

Apesar de ser um campo relativamente novo e de parecer muito complexo à primeira vista, é sempre possível contar com o apoio de uma Trading Desk, o que democratiza o uso dessa ferramenta para diversos tipos de empresas.

Viu como a mídia programática pode melhorar as suas estratégias de publicidade digital? Se você está procurando por formas de inovação e otimização dos seus recursos na geração de leads, vale a pena aproveitar este conteúdo e considerar alterar a forma de comprar mídia online.

Gostou do nosso conteúdo? Então curta a nossa página no Facebook e acompanhe ideias diárias de inovação em marketing digital!

Sobre o autor

Tritone Interactive

A Tritone é uma agência de experiência e design digital. Trabalhamos para encontrar as melhores soluções que resultam em experiências por meio dos canais digitais disponíveis e, por intermédio delas, repensamos os serviços e a forma como as interações entre marcas e seus clientes podem se desenvolver, criando engajamento e fidelização.

Pioneiros em webdesign, arquitetura de informação, concepção de plataformas que automatizam processos, conteúdo, forma e função. Evoluímos naturalmente para o design de experiência porque temos a tecnologia e o design em nosso DNA. Conhecemos profundamente a importância do branding e, por isso, somos o parceiro ideal para realizar as transformações que nossos clientes buscam e necessitam.

Deixar comentário.

Share This